Bem-Estar, Blog

Seu tempo x Suas prioridades

Escrito por no dia 30/01/2014

2014 começou e já se foi o primeiro mês do ano. O tempo parece voar? Tem a impressão de que falta tempo para tantas atividades e compromissos? Precisa de um dia com mais horas? Pois é, esses são os sentimentos da grande maioria das pessoas nos dias de hoje. É o seu também?

Muito se tem falado sobre a gestão do tempo, das quais destaco duas questões:

1) Sabemos definir qual é a prioridade do nosso dia?
2) O que ou quem é o “ladrão” do nosso tempo?

Sthephen R. Covey, em seu livro First Things First, diz que atualmente sofremos da “síndrome da urgência”, aquela sensação de adrenalina e desespero que sentimos quando os prazos estão quase no seu limite. É como se tivéssemos um certo “status” ao estarmos sempre apressados, correndo, super ocupados.

Ainda de acordo com o autor, essa síndrome nos impede de separar o que é urgente do que é realmente importante, e é aqui que tudo se complica pois tornamos todos as nossas atividades urgentes.

Para conseguirmos ter essa visão mais clara, ele sugere utilizarmos uma matriz de gestão do tempo, com a qual trabalho com meus coachees com muita eficiência, colocando nela todas as suas atividades. Minha sugestão é que tenha uma matriz para o trabalho e outra para a vida pessoal.

Modelo da Matriz sugerida por Sthepen Covey:

1. Urgente e Importante

Quadrante do InevitávelCrises, problemas urgentes, projetos com prazos definidos.
2. Não Urgente e ImportanteQuadrante da QualidadePreparação, prevenção, definição de valores, planejamento, emporwement.Atenção: a falta de planejamento adequado leva tarefas desse quadrante para o primeiro.

 

3. Urgente e Não ImportanteQuadrante da DecepçãoInterrupções, urgências suscitadas por outras pessoas, ligações telefônicas, reuniões e relatórios, e-mails. 4. Não Urgente e Não ImportanteQuadrante do DesperdícioTrabalhos em e-mails ou tarefas sem importância, mídias sociais, tarefas secundárias.

A matriz também ajudará a responder quem são os “ladrões” do seu tempo. Essa expressão vem dos trabalhos do pesquisador Americano, Alec Mackenzie, em seu livro A armadilha do tempo. Com esse trabalho ele identificou  trinta possíveis ladrões de tempo externos e internos, tanto relacionados a comportamentos quanto a estados de espírito. Tal lista vai desde a televisão, mídias sociais, perfeccionismo até a incapacidade de delegar. A lista completa está disponível em vários sites sobre o livro acima citado.

Vale lembrar de um sábio ditado popular: “devagar, quem mais corre, mais tropeça”.
Permita-se repensar com calma sobre o seu tempo.

Abraços e até mais,
Tatiana Girardi J


SOBRE O COLUNISTA

Life Coach e Terapeuta Holística, proprietária do Espaço do Bem-Estar desde 2008, graduada em administração de empresas com habilitação em gestão de negócios, na Unicuritiba; Pós-graduada em marketing com ênfase no comportamento do consumidor, na Unicuritiba; Graduada em bioterapia (terapias alternativas) pela Universidade de Ensino Livre (Uniabel), filiada ao Sinthalpar (Sindicato dos Terapeutas Holísticos do Paraná – RTA: 909428); Especialista em reiki, terapia floral, cromoterapia e aromaterapia; Durante 17 anos atuou na área de publicidade e marketing; Professora da A Grande Escola – TEMA: TPM – Tempo para Mulheres; Life Coach formada pelo IBC – Self & Professional Coach – Instituto Brasileiro de Coaching – 2011 e Coach Multifocal – By Augusto Cury – Certificação CMAC – Florida Christian University – 2013. Agora escreve para o Blog da Ponto Pessoal buscando o melhor para nossos leitores no que se refere ao desenvolvimento humano e qualidade de vida; Orientadora profissional – (reorientação profissional e planejamento de carreira) pelo Portal Vocacional – 2014. Contato: tatiana@espacodobemestar.com e www.espacodobemestar.com

Criado com Area de Membros WP