Blog, Empreendedorismo

Escritórios coletivos são alternativas para empreender em meio à crise

Escrito por no dia 08/09/2015

Se não houver vento, reme! A sabedoria é antiga, mas bem oportuna para o momento atual, quando muito tem-se falado sobre crise. Neste sentido, os espaços compartilhados têm se apresentado como uma alternativa às dificuldades enfrentadas por profissionais autônomos e empresas com equipes mais enxutas.

Quando o barco está no mar e o vento se torna desfavorável, o pessimista reclama, o otimista acredita que o vento mudará de direção a seu favor, mas o realista ajusta as velas. Por isso, em todo mundo, empresas e profissionais estão aderindo aos escritórios coletivos. Uma pesquisa realizada pela Deskmag revelou que esta tendência já alcançou mais de 80 países, totalizando mais de 2,5 mil espaços compartilhados de trabalho.

Nestes espaços, conhecidos como coworkings, despesas como água, energia elétrica, telefone, internet e aluguel são dividas com outras empresas e profissionais que ali trabalham. Esses locais oferecem comodidade e economia em um ambiente compartilhado, pois como todos usufruem do mesmo espaço, não é necessário se preocupar com o custo integral de serviços terceirizados, como recepcionistas, limpeza e segurança. E, diferente da maioria dos contratos de aluguel de salas comerciais, grande parte destes coletivos não estipula um mínimo de um ano de permanência.

Outro benefício destes espaços é a localização. Alugueis em regiões centrais ou privilegiadas costumam ser mais altos, e alugar uma sala em um local retirado não é, exatamente, uma opção mais assertiva para quem precisa receber clientes. Além disso, um espaço bem decorado de coworking funciona para construir uma melhor imagem do profissional e sua empresa, pois, geralmente, estes ambientes estão em locais próximos aos principais serviços e oferecem salas de reuniões equipadas.

E se a empresa começar a crescer? Ótimo! Estes ambientes podem ajustar o espaço de trabalho sem grandes impactos financeiros. Fazendo uso do conceito utilizado pelo Business Village, que é um dos ambientes que tem se destacado com esta proposta em Curitiba, são, realmente, escritórios inteligentes. Isso significa que o ambiente de trabalho é adaptável e sob medida às necessidades reais da empresa. No Business Village, por exemplo, são várias as opções de pacotes oferecidos.

Mas, definitivamente, uma das maiores vantagens destes escritórios compartilhados sobre o homeoffice é o conhecimento compartilhado e o networking. Clientes, parceiros e aperfeiçoamento podem ser encontrados no próprio ambiente de trabalho. Muitos destes espaços proporcionam workshops e cursos sobre empreendedorismo, rodadas de negócios e dicas sobre marketing para pequenas empresas, por exemplo. Porque se o mar não está pra peixe e o vento desfavorável, nada melhor do que estar próximo de mais profissionais dispostos a remar, e a aprender a remar.

 

Jornalista responsável pela matéria, Cristiane Souza.

 

depoimentoBusinessVillage

 

Conheça os serviços oferecidos, convide-se para conhecer o espaço e tomar um café com o time do Business Village. Agende um horário em www.businessvillage.com.br ou pelo telefone 41 3122 2802.


SOBRE O COLUNISTA

Escritora. Editora e idealizadora do Entreciclos. Amante de uma boa conversa e de um bom livro. Acredita na transformação positiva que o autoconhecimento, a espiritualidade e a socialização podem trazer ao mundo. www.cristianesouza.com.br

Criado com Area de Membros WP