Dicas para escrever e ler bem em seu Marketing Pessoal

Dicas para escrever e ler bem em seu Marketing Pessoal

Escrito por Adriano Tadeu Barbosa no dia . Postado em Blog, Comunicação, Marketing Pessoal

Nós participamos de vários grupos e seguimos milhares de pessoas em nossas redes sociais, certo?
Mas quem realmente traz pra nós relevância e significado quanto às nossas aprendizagens para escrever e ler bem em nosso Marketing Pessoal?

Bom, tenho duas dicas que gosto muito e vejo que mais pessoas também gostam, porque o que tem de artista que também segue não é brincadeira. Até o Padre Fábio de Melo e o Evaristo Costa interagem quase sempre com os posts do querido Marcelo Rolim em dicas semanais sobre o nosso bom Português.

De uma forma simples e interativa, várias pessoas visualizam e aprendem com o seu bom humor, que até já contei como tudo começou em entrevista exclusiva com ele AQUI mesmo, na Ponto Pessoal – reveja AQUI.

 

Portugues Dicas

 

Agora, em um dos grupos de WhatsAPP que participo, e que tenho gostado muito, confesso, outro dia compartilharam uma informação que achei muita maldade não compartilhar também com você, aqui na Ponto Pessoal, sobre Como Escrever Melhor, o que me inspirou a montar este novo artigo. Veja só:

 

DICAS PARA ESCREVER BEM (autor desconhecido)

1. Evite repetir a mesma palavra, porque essa palavra vai se tornar uma palavra repetitiva e, assim, a repetição da palavra fará com que a palavra repetida diminua o valor do texto em que a palavra se encontre repetida!

2. Fuja ao máx. da utiliz. de abrev., pq elas tb empobrecem qquer. txt ou mensag. que vc. escrev.

3. Remember: Estrangeirismos never! Eles estão out! Já a palavra da língua portuguesa é very nice! Ok?

4. Você nunca deve estar usando o gerúndio! Porque, assim, vai estar deixando o texto desagradável para quem vai estar lendo o que você vai estar escrevendo. Por isso, deve estar prestando atenção, pois, caso contrário, quem vai estar recebendo a mensagem vai estar comentando que esse seu jeito de estar redigindo vai estar irritando todas as pessoas que vão estar lendo!

5. Não apele pra gíria, mano, ainda que pareça tipo assim, legal, da hora, sacou? Então joia. Valeu!

6. Abstraia-se, peremptoriamente, de grafar terminologias vernaculares classicizantes, pinçadas em alfarrábios de priscas eras e eivadas de preciosismos anacrônicos e esdrúxulos, inconciliáveis com o escopo colimado por qualquer escriba ou amanuense.

7. Jamais abuse de citações. Como alguém já disse: “Quem anda pela cabeça dos outros é piolho”. E “Todo aquele que cita os outros não tem ideias próprias”!

8. Lembre-se: o uso de parêntese (ainda que pareça ser necessário) prejudica a compreensão do texto (acaba truncando seu sentido) e (quase sempre) alonga desnecessariamente a frase.

9. Frases lacônicas, com apenas uma palavra? NUNCA!

10. Não use redundâncias, ou pleonasmos ou tautologias na redação. Isso significa que sua redação não precisa dizer a mesmíssima coisa de formas diferentes, ou seja, não deve repetir o mesmo argumento mais de uma vez. Isso que quer dizer, em outras palavras, que não se deve repetir a ideia que já foi transmitida anteriormente por palavras iguais, semelhantes ou equivalentes.

11. A hortografia meresse muinta atensão! Preciza ser corrijida ezatamente para não firir a lingúa portuguêza!

12. Não abuse das exclamações! Nunca!!! Jamais!!! Seu texto ficará intragável!!! Não se esqueça!!!

13. Evitar-se-á sempre a mesóclise. Daqui para frente, pôr-se-á cada dia mais na memória: “Mesóclise: evitá-la-ei”! Exclui-la-ei! Abominá-la-ei!”

14. Muita atenção para evitar a repetição de terminação que dê a sensação de poetização! Rima na prosa não se entrosa: é coisa desastrosa, além de horrorosa!

15. Fuja de todas e quaisquer generalizações. Na totalidade dos casos, todas as pessoas que generalizam, sem absolutamente qualquer exceção, criam situações de confusão total e geral.

16. A voz passiva deve ser evitada, para que a frase não seja passada de maneira não destacada junto ao público para o qual ela vai ser transmitida.

17. Seja específico: deixe o assunto mais ou menos definido, quase sem dúvida e até onde for possível, com umas poucas oscilações de posicionamento.

18. Como já repeti um milhão de vezes: evite o exagero. Ele prejudica a compreensão de todo o mundo!

19. Por fim, Lembre-se sempre: nunca deixe frases incompletas. Elas sempre dão margem a

 

 

Vamos seguir em busca de mais informações relevantes para que nosso marketing pessoal seja repleto de conteúdo e imagens, pois essa é a estratégia. Acompanhe meus outros artigos AQUI e conte-nos depois suas novidades também.

 

 

Banner-Adriano-Tadeu-Barbosa-Curso-Linkedin-960x280

Banner-Adriano-Tadeu-Barbosa-Teste-de-Estilo-960x280

Tags: , , , , , , , , ,

Trackback from your site.

Adriano Tadeu Barbosa

Especialista, autor, professor, palestrante e apresentador em Marketing Pessoal desde 2006. Supervisor do GBA Internacional Mercado de Luxo do ISAE/FGV em Paris. Criador e supervisor do curso de Empreendedorismo do Centro Europeu em Curitiba de 2013 a 2016. Fundador da Ponto Pessoal em 2010, primeira agência e revista digital no Brasil especializadas em Comunicação e Marketing Pessoal. Currículo completo em br.linkedin.com/in/adrianotadeubarbosa | Contato: adriano@pontopessoal.com.br
Ponto Pessoal 2010-2017