Blog, Clipping, Empregabilidade

Como aproveitar os momentos de crise

Escrito por no dia 18/11/2015

ponto_pessoal_imagens_site_PlanoMkt_2016

Em novembro fui entrevistado novamente pelo Diário dos Campos, de Ponta Grossa/PR, na coluna que o Centro Europeu constrói toda semana.

Claro que o assunto foi a crise e quando ela se torna oportunidade para mudança.

Diario de Campos Nov 2015 - Quando a crise se torna oportunidade para mudança

 

 

Coloco aqui a imagem (e clicando nela ou aqui você será direcionado ao Jornal Diário dos Campos) que foi publicada no jornal para que tenhamos referência, mas abaixo transcrevo todas as respostas que deram origem ao artigo, para completarem nosso pensamento, e deixo um convite.

 

 

 

Entrevista na íntegra à jornalista Beatriz Souza, responsável pelo artigo.

Desejo sucesso com muito marketing pessoal!

– Independentemente do gênero, crises tendem a gerar desconforto. Por outra perspectiva, este pode ser, justamente, o momento de reinventar-se e buscar novas oportunidades, como você mesmo já ressaltou. De uma maneira um pouco mais específica, quais as orientações você daria aos profissionais ativos no mercado, porém não imunes à crise, e àqueles que acabaram de perder emprego por conta do corte de custos das empresas?

Como mencionei, não recuar ou deixar-se atingir pela crise. O brasileiro é muito criativo e sempre há ótimos textos e vídeos na internet (e whatsAPP) sobre nossas idas e vindas diante dos obstáculos. Por exemplo, quem ainda não viu a palavra CRIsE com o “s” cortado e ressaltando a palavra CRIE? Acredito ser bem assim que devemos nos posicionar: sermos criativos e criarmos. Somos totalmente responsáveis pelo que fazemos e desenvolvemos, por isso, se ficarmos às sombras da crise, iremos nos contaminar e não teremos mais forças para criarmos nada.

Atividades simples e rápidas de se colocar em prática isso é não dar atenção às más notícias; sentar em uma roda de pessoas com objetivos em comum e trocar opiniões sobre os problemas individuais – isso é uma atividade de grupos de Mastermind, já ouviu este termo trazido por Napoleon Hill há tanto tempo?; Está aqui uma outra alternativa maravilhosa: ler bons livros, boas histórias, se encher de energia e certeza de que você não está sozinho ou de que estes tempos já aconteceram e os maiores e melhores profissionais que temos notícias saíram criativos destas situações. Você gosta de ler bibliografias? Histórias empreendedoras? Quais as opiniões dos grandes líderes frente à tempos ruins? Perceba que todos, sem excessão, focam no bom, naquilo que de melhor temos nestes tempos, afinal, por mais alta que esteja a taxa de desemprego, ainda temos uma taxa de empregabilidade. É mais fácil olharmos para ela e a ajudarmos a crescer do que ficarmos dando forma aquela que nos puxa para baixo. Tenha atitude neste momento e faça da sua vida aquela que você sempre quis. É hora de nos automotivarmos e nos unirmos com pessoas que pensem como nós: para cima!

 

– Outro elemento que pode caracterizar situações de crise é a imprevisibilidade, que pode ocasionar a sensação de desorientação. Há dicas para esquivar-se de uma possível surpresa desagradável e garantir certa segurança? Se sim, quais?

Primeiro o autoconhecimento, isso implica em sabermos quem somos, nossos valores e para onde queremos ir ou estamos indo. Concorda que se sabemos nosso caminho, indiferente do que acontece à frente dele, é pouco provável que voltemos ou desanimemos? O que iremos fazer é contornar essas situações, que são inevitáveis, e continuaremos a seguir. Mas isso é questão de força, de se aliar com quem também está na mesma rota, e não de afastar ou derrubar. Concorrência? O que é concorrência para quem sabe que é especial e único no mercado? Ela simplesmente não existe porque cada qual se completa e juntos somos mais fortes.

Depois de se conhecer e unir-se a pessoas que também buscam estes caminhos, é hora de nos atualizarmos diante das possibilidades e do que acontece no mundo. O que falei sobre não olharmos as notícias ruins, não é para fecharmos 100% da visão, mas sim, para não somente focarmos nelas, porque informar-se é essencial para se previnir. Por isso, volto a ressaltar que os contatos nestas horas são essenciais.

 

– Ainda com a mesma abordagem da pergunta anterior, é preferível que sejam adotadas medidas mais tangíveis, como a atualização do currículo, ou mais abstratas, que envolvam a postura do profissional?

As duas. Impossível querermos mudar sem investir. Sem estamos sem dinheiro no bolso, ao menos tentamos voltar ao que antes era feito: a troca de um pelo outro. Já pensou em oferecer seu trabalho ou ajudar a alguém que precisa e que tem o que trocar com você? Digo, conhecimento. Agora, se tem alguma reservar, pense bem, mas invista! Principalmente se falamos de educação, que é a base para pensarmos diferente, fazermos acontecer, nos reinventar-mos. Com tantas possibilidades de cursos online, presenciais, e ótimos professores e instituições querendo fazer diferença, como não aproveitar este momento e atualizar nosso CV, mas também, nos posicionarmos como pessoas pensantes e que agem, porque o impulso de novos resultados é a ação e ficar parado, em casa, esperando que as coisas aconteçam, não lhe levarão a lugar nenhum. É hora de termos atitudes empreendedoras, que não condiz somente em abrir negócios, mas sim, em criar possibilidades.

 

Convite:

Venha fazer parte você também. Vamos compartilhar o bom! Coloco abaixo três arquivos que fiz especialmente para este post a fim de você também compartilhar nas suas redes sociais. Marque a #oladobomdacrise e vamos fazer com que muitas pessoas comecem a agir como nós e parem de se lamentar com a crise que vivemos, de falta de atitude empreendedora.

Conto com você?

Gratidão!

ponto_pessoal_imagens_site_4edicoes_assine-2

 

ponto_pessoal_imagens_site_periscope (1)


SOBRE O COLUNISTA

  • Linkedin
  • Facebook

Fundador e Publisher na Ponto Pessoal – primeiro Portal, Revista digital e Escola sobre Mkt Pessoal do país, no ar desde 2010, Palestrante em Marketing Pessoal e Mercado de Luxo. 11 anos em 2017 com experiência em Marketing Pessoal. Carreira pautada em consultorias, aulas, supervisão de cursos e criação de conteúdos desde 2006, referência em todo país e com experiência internacional, tendo criado e supervisionado cursos de marketing, empreendedorismo e mercado de luxo, pelo Centro Europeu e ISAE/FGV em Curitiba e Paris, capital francesa. Colunista convidado na Revista Terapia do Luxo.
Currículo completo em www.adrianotadeubarbosa.com | Contato: adriano@pontopessoal.com.br

Criado com Area de Membros WP